quarta-feira, 24 de abril de 2013

Do olhar...





Ultimamente tenho pensado muito em gestos e atitudes.
Não sou muito de demonstrar..e admito ter esse 'defeito'...
Não porque não amo, ou pq não me importo...mas porque algumas coisas são dificeis pra mim.

Mas  existe um gesto que me fascina. Algo simples mas que pra mim tem um significado muito grande.
O simples me encanta, e não poderia deixar passar este:
Um olhar, ou dependendo 'O' olhar 
Um olhar transmite muitas coisas.Amor, raiva, compaixão, saudade.

Não é um gesto, nem uma atitude...mas é como se fosse.
Um olhar nos faz perder o folego, nos faz perder o chão.
Um olhar mesmo que sem palavras nos conforta ou nos causa emoção.

Dizem que as mais belas frases de amor são ditas no silencio de um olhar
Começo a acreditar que sim..
Um olhar penetra lá no fundo...seja misterioso ou não, consegue descobrir como estamos.
Um momento em que duas pessoas trocam olhares e em segundo cruzam pensamentos...imaginam momentos, trazem a memoria lembranças!

Ésurpreendente, como se pudessem conversar apenas se olhando...e vez ou outra acompanhado de um sorriso..
É estranho ter a sensação de ter alguém te observando....mas incrivel, quando em meio a multidão encontramos aquele olhar sincero
Aquele olhar que mesmo longe, fala mil coisas em silencio.

Dizem que  "quem não comprrende um olhar tampouco compreenderá uma longa explicação"
Acho que ao invés da atitude, um olhar diz mais que mil palavras!!!
As pessoas podem enganar com ações, podem mentir com atitudes, mas o olhar entrega, o olhar descobre.
Um olhar conhece, um olhar marca, um olhar não se esquece

Existem aqueles olhares que sabemos que as coisas não vão bem.
O olhar de "bronca" dos pais, o olhar de cansaço do professor.
O  olhar de cobrança do chefe. 


Quantas coisas cabem em um olhar?? como pode algo tão simples ser tão expressivo como falar??
Não sei dizer. Mas sou apaixonada por olhares. Dos mais emocionantes aos mais simples.
Gosto de olhares sinceros e inesperados..
Gosto do olhar do idoso quando conta a historia de sua vida
Gosto do olhar do noivo quando a noiva entra e ele fica : UUUall..rs
Gosto do olhar da criança quando chora...
Do olhar da mãe quando pega seu filho no colo
Gosto do olhar que diz: sinto muito...e do abraço que o acompanha.
Gosto daquele momento em que lembramos de algo engraçado que aconteceu, e automaticamente procuramos a pessoa para rir: com um olhar!
Do olhar sincero, do olhar aconchegante...do olhar de amor.
Do olhar que me tira um sorriso..
Gosto do olhar que divide felicidadee!
Gosto do olhar de repreensão.
Do olhar que encanta, o olhar que conquista, o olhar apaixonado!!
Do olhar em silencio.

Gosto 'do' olhar, e gosto 'de' olhar....

quinta-feira, 18 de abril de 2013

Um lar!




Quero compartilhar um pensamento nãoo tão comum nos dias de hoje. 
Em uma conversa informal com as algumas pessoas, descobri que tenho algumas idéias muito diferentes da maioria.
Por um lado foi assuntador por outro um alivio...afinal, quem quer ser igual a todoss??

Qual o assunto?? Casamento!
Sim. Esse acontecimento quee causa tantos altos e baixos, gordos e magros.
Não sou casada. Não estou noiva e nem namorado tenho...rs mas tenho ensinamentos de como devo me portar quando minha hora "chegar"... (thururu..rs) Brincadeiras a parte.

Souu de uma familia "tradicional" e "normal" aos meus olhos. Um familia com valores definidos...ee principios estabelecidos. Cresci em meio a casais que sempre zelavam por seus casamentos, por seus relacionamentos. Homens que desempenham muito bem seu papel, mulheres submissas que fazem com excelencia sua função. 
Dizem que aprendemos com os exemplos, com o que temos dentro de casa, os ensinamentos, os conselhos..e etc...euu cresci assim, acreditanto que o  casamento é a instituição mais importante, acreditando que "ter uma familia" é mais valioso do que qualquer riqueza.

Fiquei triste ao ouvir alguns comentários acerca dos casamento dos dias de hoje, bem como os pensamentos dos que ainda não se casaram. Os papeis se inverteram completamente..Não sou dessas feministas, dessas que preferem trabalhar entre 8 e 12 horas por dia do que ficar em casa cuidando dos filhos; dessas que se livram de fazer comida e se contentam com as comidas congeladas; dessas que se importam mais com a roupa que vai vestir no outro dia do que com o marido; repito não sou casadaa...mas as vezes imagino se faria o mesmo.Me preocupo com meu amanhã sim, não com meu marido porque sei que Deus já o preparou, nem com meus filhos porque sei que Deus tem o tempo certo para que eles cheguem; mas me preocupo em como eu serei. Como serei como esposa, como mãe, como dona de um lar??? Dizem que tudo muda depois que se casa, desculpa mas meus principios não podem ser mudados, não quero que eles mudem.
Quero cuidar do meu esposo, quero poder cuidar dos  meus filhos, quero cuidar do meu lar... essa historia de cada um faz o que quer comer, cada um paga suas contas, não é pra mim. Se for pra ser asssim nem caso! Ser "uma só carne"...quer dizer viver como se fossem um só....os interesses passam a ser em conjunto, os sonhos começam a ser compartilhados, as contas também....mas o que que tem??? Casamento é deixar-se conhecer por completo, é saber que existe alguém que te espera em casa, alguém por quem voltar. Casar não é apenas viver com quem se ama, é conviver com seus defeitos, qualidades, manias, chatisses...mas e daí?? Se houver amor, existe paciencia, bondade...não existe inveja, rancor, não maltrata, não procura seus interesses...não se orgulhaa (I CO 13 4-7)...simples assim!! (pelo menos na teoria parece ser....quando casar conto pra vocês..rs)
Não estou aqui dizendo que casamento é um "mar de rosas"...tem sim seus altos e baixos, como disse no inicio. Mas existe vida perfeita? sem problemas??...a diferença neste caso é que voce não luta apenas por você, você luta por ambos, luta para que o "nós" continue existindo. 

Busque a direção  de Deus antes mesmo de encontrar alguém, busque mais quando encontrar, mais ainda quando namorar, muito mais quando noivar...ee muito muito mais quando casar. Se Deus estiver no começo e durante todo seu realcionamento, vocês estarão preparados para enfrentar os desafios que vierem...mas não percam os valores cristãos em sua familia, não perca o respeito, não perca Deus, mas tenha um relacionamento a 3 : Deus: Você e Ele!!!

Acredito no amor, acredito no casamento, acredito nos planos de Deuss...ee acredito que Ele tem o melhor para nós!! Esse modelo de familia, de casamento que a sociedade vem impondo não é pra mim...aliás, não sou daqui, então faz sentido que eu não concordee!!

segunda-feira, 8 de abril de 2013

Dentro de um abraço



Onde é que você gostaria de estar agora, nesse exato momento? 
Fico pensando nos lugares paradisíacos: num determinado restaurante de uma ilha grega, em diversas praias do Brasil e do mundo, na casa de bons amigos, em algum vilarejo europeu, numa estrada bela e vazia, no meio de um show espetacular, numa sala de cinema assistindo à estreia de um filme muito esperado e, principalmente, no meu quarto e na minha cama, que nenhum hotel cinco estrelas consegue superar – a intimidade da gente é irreproduzível. 
Posso também listar os lugares onde não gostaria de estar: num leito de hospital, numa fila de banco, numa reunião de condomínio, presa num elevador, em meio a um trânsito congestionado, numa cadeira de dentista. 
E então? Somando os prós e os contras, as boas e más opções, onde, afinal, é o melhor lugar do mundo? 
Meu palpite: dentro de um abraço. 
Que lugar melhor para uma criança, para um idoso, para uma mulher apaixonada, para um adolescente com medo, para um doente, para alguém solitário? Dentro de um abraço é sempre quente, é sempre seguro. Dentro de um abraço não se ouve o tic-tac dos relógios e, se faltar luz, tanto melhor. Tudo o que você pensa e sofre, dentro de um abraço se dissolve. 
Que lugar melhor para um recém-nascido, para um recém-chegado, para um recém-demitido, para um recém-contratado? Dentro de um abraço nenhuma situação é incerta, o futuro não amedronta, estacionamos confortavelmente em meio ao paraíso. 
O rosto contra o peito de quem te abraça, as batidas do coração dele e as suas, o silêncio que sempre se faz durante esse envolvimento físico: nada há para se reivindicar ou agradecer, dentro de um abraço voz nenhuma se faz necessária, está tudo dito. 
Que lugar no mundo é melhor para se estar? Na frente de uma lareira com um livro estupendo, em meio a um estádio lotado vendo seu time golear, num almoço em família onde todos estão se divertindo, num final de tarde à beiramar, deitado num parque olhando para o céu, na cama com a pessoa que você mais ama? 
Difícil bater essa última alternativa, mas onde começa o amor, senão dentro do primeiro abraço? Alguns o consideram como algo sufocante, querem logo se desvencilhar dele. Até entendo que há momentos em que é preciso estar fora de alcance, livre de qualquer tentáculo. Esse desejo de se manter solto é legítimo, mas hoje me permita não endossar manifestações de alforria.
Recomendo fazer reserva num local aconchegante e naturalmente aquecido: dentro de um abraço que te baste. 

(Martha Medeiros)