segunda-feira, 27 de maio de 2013

Uma historia de amor




Todos nós sonhamos com uma linda historia de amor. Você não? Sério? Então quero te contar  uma historia. Uma historia de amor. O mais perfeito amor. 
Você consegue compreender alguém estendendo um tapete vermelho para você passar?? Consegue imaginar ter a pessoa amada 24 horas por dia ao seu lado? Aquela pessoa que mesmo quando está triste, bravo (a), revoltado, estressado e até de TPM, consegue ser a pessoa mais compreensível do mundo? Consegue imaginar, alguém que dá tudo que você precisa, mas quando precisa? Já imaginou alguém que derrame lágrimas em meio a sorrisos só porque você disse que o ama? Já pensou em alguém que prepara tudo, e faz com que tudo coopere para o seu bem, mesmo que você não veja a principio? Alguém, que planeje sua vida melhor do que você mesmo? Alguém que te faz sonhar, te faz viver, e te dá o melhor dessa terra? Alguém que diz que "te ama" todos os dias, de todas as formas possíveis? Alguém com quem pode passar horas, dias, semanas, meses, anos sem enjoar, sem que o amor diminua? Consegue imaginar alguém que conhece todos os seus defeitos e pontos fracos, e ainda sim insiste em te chamar de "meu/minha"? Alguém que mesmo quando você decepciona e o entristece, te perdoa e não desiste de você? Alguém que te entende, te repreende, te ensina, e se importa tanto que seria capaz de parar o tempo só para te ter mais pertinho dele? Alguém que te valorize, mais do que seus pais, mais do que seus amigos, mais do que qualquer um?? Consegue imaginar alguém que se colocaria na frente de uma bala só para que você não fosse atingido por ela? Alguém que te protegeria mesmo quando estivesse errado? Alguém que colocaria uma aliança eterna em seu dedo?? Alguém que não jogaria na sua cara seu passado, mas mostraria o que deseja para ti no futuro? Alguém que te levanta quando você cai, que te ajuda quando todos somem, alguém que nunca te desampara.Consegue imaginar?
Imaginou? Você consegue descrever o tamanho deste amor? Consegue imaginar alguém que entregou seu único filho para você ter uma vida eterna com ele?? Não? Essa é sua historia de amor...Sim, sua história...
Agora, o que você tem feito para retribuir tanto amor? O que você tem feito para agradecer pela VIDA? Pense.
Ele não abre mão de cuidar de você. Ele não abre mão dos seus planos para você.
Ele se chama DEUS. Se chama JESUS. Se chama ESPIRITO SANTO. São três? Não!...SÃO UM!

Quer viver esta historia de amor da forma mais linda?? Aceite-O

"Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna."
João 3:16 

sexta-feira, 24 de maio de 2013

Perda?





Estive pensando sobre as pessoas e coisas, que deixam de fazer parte de nossas vidas. Não queria usar a palavra "perda". Essa palavra me lembra jogos de futebol em que dois times disputam a vitoria,  um ganha e outro?? Perde. 
Existem muitos tipos de perdas, mas não acredito que com as pessoas essa palavra seria válida. Relacionamos a perda a partidas, a mudanças, a morte. O que é perda?? pra mim é algo que você NUNCA mais terá de volta. 
Difícil encontrar palavras para expressar quando terminamos o colégio e deixamos muitas pessoas que passaram mais tempo conosco do que nossos pais, difícil traduzir a dor que sentimos quando alguém muito importante vai morar em um lugar distante, ruim o sentimento quando precisamos deixar algo que tanto amamos, e por um tempo dissemos que seria para sempre.
Perdemos? Não. No primeiro caso, deixamos de conviver com aquelas pessoas, no segundo se elas forem realmente importantes faremos contato por face, twitter, sms, ligações, até sinal de fumaça se for preciso; no terceiro seria uma especie de nova jornada, não perdemos, apenas passamos a caminhar separados. 
Nesses momentos as palavras somem, as palavras faltam, na verdade parece não existir palavras para nos expressarmos. Talvez um olhar, um abraço, um carinho se aproxime....mas o que realmente se passa dentro da gente é difícil traduzir.
Costumo dizer que não é o fim do mundo. Cada fase da nossa vida tem uma característica. Cada etapa tem suas lágrimas e risos. Cada passo tem suas dores, e cada dor tem seu conforto...As coisas passam mesmo. Os momentos que antes preenchiam nossos dias, viram lembranças. As conversas, viram memórias...Os tempos mudam. As pessoas crescem. Mesmo que pareça vivermos em outro mundo depois de tantas mudanças, abre-se aquela porta com todas as lembranças, com todas as memórias, com todas as pessoas que por ali passaram. Cada um do seu jeito, com personalidades diferentes, deixaram um pouco de si, e marcaram nossas historias. 

"Quanto a MINHA história, muitos não levaram nada de mim, alguns levaram um pouco , e poucos levaram grandes partes"
Sabe aquela sensação de que falta parte de nós?? de que falta algo??
Então...

domingo, 19 de maio de 2013

O amor



"É divertido dizer "amo você" de modo elegante, ornamental às vezes. é divertido ver o brilho de surpresa nos olhos do seu amor. (Até uma barra de chocolate parece mais gostos quando colocamos uma fita vermelha ao seu redor).
Mas, a verdade é que o amor nem sempre vem nessa embalagem. O amor nem sempre chega em papel cor de rosa  ou com pequenos corações vermelhos. Nem sempre chega num arranjo perfeito de orquídeas.
O amor chega ás vezes em embalagens surpreendentes. O amor - amor real - chega talvez na varanda da sua vida de um modo inesperado ou que você não consegue reconhecer de imediato. Precisa ter os olhos abertos para vê-lo...e recebê-lo.

Ele pode vir numa lagrima de um pai geralmente reservada.
Ou no abraço espontâneo e desajeitado de um filho adolescente. 
Ou no desenho de uma menininha feito só pra você.
Ou na disposição silenciosa de um amigo ou amiga de colocar seu ombro sob o peso excessivo que você carrega.
Ou na cruz solitária, coberta de sangue, numa sexta-feira sombria, em algum lugar fora das portas da cidade.

O amor nem sempre parece com o que você espera que pareça. Não está sempre vestido para jantar. Nem sempre é bonito, cheio de babados ou macio. Pode ser até escrito em pedra."

(Livro: A ternura dos Dez Mandamentos - Ron Mehl)