quarta-feira, 31 de julho de 2013

Sozinha




O Senhor viu que a perversidade do homem tinha aumentado na terra e que toda a inclinação dos pensamentos do seu coração era sempre e somente para o mal. Então o Senhor arrependeu-se de ter feito o homem sobre a terra; e isso cortou-lhe o coração. Disse o Senhor: "Farei desaparecer da face da terra o homem que criei, os homens e também os animais grandes, os animais pequenos e as aves do céu. Arrependo-me de havê-los feito". A Noé, porém, o Senhor mostrou benevolência. Gênesis 6:5-8 

O texto citado acima relata um período bastante escuro da História. Quase toda a humanidade havia se corrompido. Nos seus pensamentos e intenções somente existia maldade. Para termos ideia do comportamento humano, podemos observar a palavra de Jesus quando disse:"Do coração saem os maus pensamentos, os homicídios, os adultérios, os falsos testemunhos e as calúnias" (Mt 15.19). Era isso que determinava o cotidiano do povo na época. A perversidade do ser humano chegou a ponto de Deus ter-se arrependido de tê-lo criado. Contudo, em meio a essa realidade, havia um homem temente a Deus: Noé. Noé era justo e integro entre o povo da sua época - ele andava com Deus, afirma a Bíblia. Não deve ter sido fácil, pois sem dúvida sofria pressão para se tornar como os demais. Mas mesmo assim continuou fiel.

Imagine a sociedade hoje. Pense nas ultimas reportagens, lembre das manchetes dos jornais, será que o povo está diferente da época de Noé?? Penso eu que se Deus não tivesse dito que não amaldiçoaria mais a terra ("Nunca mais amaldiçoarei a terra por causa do homem, pois o seu coração é inteiramente inclinado para o mal desde a infância. E nunca mais destruirei todos os seres vivos como fiz desta vez.
Gênesis 8:21) provavelmente muitos dilúvios já teria acontecido.  Imagine Deus láa em seu altooo e sublime trono, olhando para nós. Povo dele. Criados a sua imagem e semelhança....será que ele se agrada de nós?? Será que somos considerados Noé's da nossa geração??

Acredito que Noé teve que abrir mão de muitas coisas para se manter limpo, para se manter justo e integro. As vezes a pressão para 'ficar', o incentivo para experimentar uma droga, ou mesmo para beber...ou deitar com seu (a) namorado (a), são mais fortes do que sua própria vontade....mas a palavra diz: "Resistia ao Diabo e ele fugirá de vós", fujaa da aparência do mal, escolha ficar firme no propósito de permanecer integro, mantenha o foco de se relacionar apenas quando estiver pronta (o)  para casar. O mundo vai oferecer muitas coisas mesmo...mas o que Deus tem preparado para nós não se compara com as coisas terrenas.

Talvez você já se sentiu sozinho ou se sente sozinho e pressionado em se amoldar ao padrão desse mundo. Nossa época não é diferente da época em que Noé viveu. Mas felizmente não estamos sozinhos como ele estava. Há muitas pessoas que compartilham da mesma fé que temos. é importante mantermos contato com essas pessoas a fim de que nossa fé seja fortalecida. Assim como Noé foi recompensado pela sua fidelidade a Deus, cada um de nós também o será. Seja fiel até a morte e eu lhe darei  a coroa da vida, promete Deus (Ap 2.10)

(Inspirado em Pão Diário: Marcos Passig, Palmitos -  SC)

sexta-feira, 26 de julho de 2013

Cabelos



Sou apaixonada por cabelos curtos (dá pra perceber no meu plano de fundo né?)...mas até que as vezes bate aquela vontade de deixar as mechas maiores, só que demora muito. Minha vontade passa e lá vou eu para o salão tirar as partes que 'sobram'.
 Não estou dizendo que não gosto de cabelos longos, muito pelo contrário, acho lindo. Mas somente se forem cuidados, e se combinar com o rosto, corpo e tantos outros atributos da mulher que precisam ser levados em consideração.
Estava aqui pesquisando cortes novos - pq a vontade do cabelo grande já passou-, e encontrei um texto sobre mulheres de cabelo curto que me chamou atenção, não pelo significado de ter um cabelo curto, mas por descobrir que um corte de cabelo expressa mais do que imaginava.
Leitoras com longas mechas, não sintam-se deixadas de lado, também existe um significado, e uma 'expressão' de seus fios...pesquise, vai descobrir coisas inacreditáveis.

"Uma mulher de cabelo curto é o seguinte: ela tem uma informação para te dar; e ela não pergunta se você quer ser informado. Mulher de cabelo curto, simplesmente, informa. Mulher de cabelo curto diz o seguinte: eu tenho minha autoestima no lugar e não preciso de nada que venha de você.

A mulher de cabelo comprido precisa de algum artefato histórico para se manter próxima da sua feminilidade. Algo como um tipo de identidade socialmente especial. Parece um advogado que conheci no século passado. Quando era parado por uma blitz de trânsito o cara apresentava a carteirinha da OAB, no lugar da CNH. Mulher de cabelo curto não precisa de atestado protocolado em cartório para ser mulher. Ela não precisa daquela sensação pré-civilizatória de ser puxada pelos cabelos por um hominídeo com tacape na mão.
A mulher de cabelo curto entra em qualquer lugar como se ela fosse dona. Mulher de cabelo comprido precisa virar o pescoço para olhar com atenção. Mulher de cabelo curto só precisa mover os olhos. Mulher de cabelo comprido precisa ter atenção. Mulher de cabelo curto chama atenção por onde passa.
Não há nada para atrapalhar uma mulher de cabelo curto. Nem loiras geladas. Nem codornas mimadas.A personalidade da mulher de cabelo curto é como um tipo especial de olho azul: ou nasce com, ou vive uma vida toda admirando no rosto dos outros. Mulher de cabelo curto não escolhe cortar o cabelo. Seria como colocar lentes de contato e pagar o preço do papel ridículo. A nós, homens, resta o esforço de procurar mulheres com personalidade.
E a sorte para encontrar uma mulher de cabelo curto." 
(Por: Everton Maciel, no site papodehomem.com.br )

Particularmente não acho que o cabelo curto tem tanto "poder" assim, mto pelo contrário...achava que era uma forma de passar desapercebida.

Estando certa ou errada, ainda prefiro os fios mais curtos!! E dou uma dica: escolha o corte que te faça bem, que te deixe bem...não vá na onda da maioria, seja única, SEJA VOCÊ!

segunda-feira, 22 de julho de 2013

Deus Livra!




Coloquei toda minha esperança no Senhor; ele se inclinou para mim e ouviu o meu grito de socorro.
Ele me tirou de um poço de destruição, de um atoleiro de lama; pôs os meus pés sobre uma rocha e firmou-me num local seguro. Pôs um novo cântico na minha boca, um hino de louvor ao nosso Deus. Muitos verão isso e temerão, e confiarão no Senhor.Como é feliz o homem que põe no Senhor a sua confiança, e não vai atrás dos orgulhosos, dos que se afastam para seguir deuses falsos! Senhor meu Deus! Quantas maravilhas tens feito! Não se pode relatar os planos que preparaste para nós! Eu queria proclamá-los e anunciá-los, mas são por demais numerosos! Salmos 40:1-5

Essa semana que passou, foi 'A' semana do livramento. E não poderia deixar de compartilhar minha devocional de hoje. 
O primeiro verso do texto de hoje afirma que o Senhor é o Deus que ouve. Mas o salmo continua e mostra que, além de escutar nosso clamor, Deus age e nos livra. Lembre-se das inúmeras situações de perigo em que você esteve envolvido ao longo de toda a sua vida. Tenho certeza de que você consegue perceber a mão de Deus em tais situações. E estou certa também de outra verdade: Deus o protegeu.
Este é um exercício devocional muito importante: não esqueça onde você estava quando Deus o alcançou com a sua maravilhosa graça! Num atoleiro de lama! Se não fosse o amor divino, onde você estaria hoje? Deus nos livra constantemente de situações difíceis, e continuará nos protegendo até o fim de nossa existência. Você acha que a sua vida está difícil hoje? Saiba que pior seria sem Deus! Aliás, tenho certeza que você já sabe disso.
Então, lembre-se do que você viveu no ultimo ano e no ultimo mês. Melhor ainda, busque em sua memória as dificuldades que você enfrentou nos últimos dias e, até mesmo, no dia de hoje. Lembre-se dos problemas de saúde que você teve, das perseguições que sofreu, das dividas que tiraram seu sono. Lembre-se de quando você se sentiu sozinho ou deprimido, ou de quando teve amargas experiencia de decepção. não recorde tudo isto para sofrer com as más lembranças, mas para descobrir o que Deus fez por você. Olhe para dentro de si e perceba que você está lendo estas palavras mesmo diante de todas as dificuldades enfrentadas. Por quê? "Ele me tirou de um poço de destruição, de um atoleiro de lama; pôs os meus pés sobre uma rocha e firmou-me num local seguro." Se hoje você confia em Deus é porque ele resgatou sua vida da lama e o colocou num local seguro - debaixo de sua proteção. Jamais se esqueça dos livramentos de Deus. Ele está sempre ao seu lado, protegendo sua vida.

"Não há motivos para temer quando se confia no Deus que livra"

Fonte: Pão Diário 14. (Cleison Mlanarcyki)

sexta-feira, 19 de julho de 2013

Pecado




Assisti um filme a uns dias atrás...( que não sabia o nome até entrar no meu ajudante Google..rs) com  o titulo: Um Novo Despertar que me chamou atenção. Não assisti do começo, mas deu para entender a mensagem que o filme queria passar. 
O filme relata a historia de um homem depressivo, ele tinha uma família, era dono de uma grande empresa (herança deixada pelo pai) entre tantas outras coisas, porém ele não era feliz. É expulso de casa, deixa o trabalho, e tenta se matar! 
Como se não pudesse piorar, ele encontra um castor de pelúcia e o coloca em sua mão esquerda, utilizando-o como uma espécie de fantoche, mas "com vida"...quero dizer...o personagem dá vida ao urso - usando sua própria voz - e fazendo tudo que ele lhe manda, é um tanto ridículo...mas se observado com outros olhos chegaremos a uma comparação um tanto que aceitável.
Bom,  as coisas até melhoram para o personagem onde o relacionamento com sua família é retomado, seu retorno ao trabalho é aceitável...e as coisas parecem até melhorar, no entanto, os problemas surgem quando o personagem cria uma dependência doentia com o 'castor', ele é dominado de tal forma pelo bicho de pelúcia que não consegue lutar pelo o que ele deseja....não consegue falar, se não for pela voz de sua mão esquerda! 
Resumindo..ele corta o braço no final do filme, e começa um longoooo tratamento não apenas fisioterápico, mas também em sua mente.

Mas onde quer chegar com isso Carol? Quero chegar em Romanos 7:14 - 25 que diz assim "Sabemos que a lei é espiritual; eu, contudo, não o sou, pois fui vendido como escravo ao pecado. Não entendo o que faço. Pois não faço o que desejo, mas o que odeio. E, se faço o que não desejo, admito que a lei é boa. Neste caso, não sou mais eu quem o faz, mas o pecado que habita em mim. Sei que nada de bom habita em mim, isto é, em minha carne. Porque tenho o desejo de fazer o que é bom, mas não consigo realizá-lo. Pois o que faço não é o bem que desejo, mas o mal que não quero fazer, esse eu continuo fazendo. Ora, se faço o que não quero, já não sou eu quem o faz, mas o pecado que habita em mim. Assim, encontro esta lei que atua em mim: Quando quero fazer o bem, o mal está junto a mim. Pois, no íntimo do meu ser tenho prazer na lei de Deus; mas vejo outra lei atuando nos membros do meu corpo, guerreando contra a lei da minha mente, tornando-me prisioneiro da lei do pecado que atua em meus membros. Miserável homem eu que sou! Quem me libertará do corpo sujeito a esta morte? Graças a Deus por Jesus Cristo, nosso Senhor! De modo que, com a mente, eu próprio sou escravo da lei de Deus; mas, com a carne, da lei do pecado."

Alguma semelhança ao filme?? Você pode não ter visto relações, mas eu vejo. Quando li pela manhã esses versículos me veio a mente o personagem do filme e sua melancolia, dependente ou "controlado" por algo que não fazia parte de sua personalidade, assim é o pecado. Ou não?? 
Paulo, diz que o que "tenho o desejo de fazer o que é bom, mas não consigo realiza-lo", nós somos assim também né? Sabemos o que é bom, conhecemos a palavra...mas na hora de coloca-la em prática precisamos de ajuda, não conseguimos realiza-lo. 
"se faço o que não quero, já não sou eu quem o faz, mas o pecado que habita em mim".. Uall...entende isso? como aquele personagem, ele sabia o que deveria fazer, ele queria voltar a trabalhar e a conviver com sua família, mas o 'castor' não deixava...então teoricamente não era 'ele' e sim quem estava dominando. O que tem dominado nossas vidas? O pecado? Temos lutado contra a nossa natureza pecaminosa?? Ou temos deixado que o pecado atue em nossas vidas, tirando tudo quanto aprendemos, e tornando-nos prisioneiros?? 

Em Mateus 18.9, está escrito " E se o seu olho o fizer tropeçar, arranque-o e jogue-o fora. É melhor entrar na vida com um só olho do que, tendo os dois olhos, ser lançado no fogo do inferno", aquele personagem preferiu cortar o braço a viver uma vida dependente de um bicho de pelúcia. O pecado chega disfarçado de amigo, de convites, de dinheiro, de festas, de experiências, de relacionamentos, de 'bichos de pelúcia' e aos poucos vai tomando conta de nossas vidas, e mesmo que saibamos o que é correto, somos levados a pecar.


Não deixe que 'bichos de pelúcia' atuem em seu corpo e em sua mente. Se posicione. Reaja. Peça ajuda. Ore. 

"Vistam toda a armadura de Deus, para poderem ficar firmes contra as ciladas do diabo,
pois a nossa luta não é contra pessoas, mas contra os poderes e autoridades, contra os dominadores deste mundo de trevas, contra as forças espirituais do mal nas regiões celestiais." Efésios 6:11-12 


PS: Utilizei o filme apenas como ilustração, isso não significa que esta seja a unica interpretação.

quarta-feira, 3 de julho de 2013

I Pedro 3

Bom dia, boa tarde...boa noite, seja lá qual periodo esteja lendo..rs

Bom, gosto de escrever quando algo me chama atenção, ou sobre um momento pelo qual estou passando...acho que neste caso as duas justificativas se enquadram. 

Estava lendo alguns textos no "Não Morda a Maça" e no "Eu escolhi Esperar"  - que por sinal são ótimos, e como na maioria deles fala sobre amor, sobre relacionamentos e a difícil "espera", como estou "of " nesses assuntos resolvi abrir a "Biblia On Line" para ler alguma coisa diferente, abri o site e pensei: o que ler? nada veio a mente e simplesmente cliquei em I Pedro e pensei..o que vou aprender hoje?...como se não bastasse escolhi o capitulo 3...aí vc me diz...vc escolheu tudo Carol e eu digo: inconscientemente admito,  imagine a cena eu comecei a ler: Mulheres? Maridos? hamm??? não me contive e uma grande risada saiu dentro de mim e logo pensei...hoje é o dia de aprender sobre isso, e aqui estou!!

Não sou a melhor pessoa para falar sobre amor e sobre relacionamentos... não que eu não ame ou não queira me relacionar, mas é que tenho pensamentos conflitantes sobre isso. Esse final de semana estive em um congresso de Jovens e claro que esse assunto surgiu...e me disseram: Certeza que vai mudar seus pensamentos quando encontrar um amor de verdade, e pensei: será que isso realmente vai acontecer? será que serei tudo que disse que não seria? Será que vou mudar a ponto de abrir mão de minhas "caracteristicas" ? isso me preocupou...e admito que me fez pensar. Sou durona não romantica, sou razão não emoção,   sou sincera não melosa...sou isso, não sou aquilo...aaahhh chega de pensar, quem gostar de mim vai gostar de quem eu sou... gorda, magra, bonita, feia...cabelo liso, cacheado e etc..etc..etc...

Mas quantas vezes esses pensamentos não invadem nossa mente mulheres?? ou, será que ninguém vai me amar como sou? ou em momentos de revolta soltamos as famosas frases: Não vou mais casar! Estou feliz sozinha!...Homens? Sei viver sem eles...e blábláblá. 

Aprendi muitooo na vida já....(e só lembrando não sou tãoo velha assim) e voltando ao texto que citei... I Pedro 3 fala sobre a submissão da esposa, sobre a sabedoria  e o tratamento que o esposo deve ter com a esposa..e tals... e o capitulo continua dizendo " Quanto ao mais, tenham todos o mesmo modo de pensar, sejam compassivos, amem-se fraternalmente, sejam misericordiosos e humildes".... quero agora utilizar esse versiculos para os relacionamentos... 
"tenham o mesmo modo de pensar" compartilhem a mesma fé, sirvam o mesmo Deus, adorem apenas ao Senhor...  
"sejam compassivos" sejam pacientes com a personalidade de seu companheiro...aprenda a aceitar as diferenças e opiniões
"amem-se fraternalmente" amo fraternal é um sentimento de carinho muito forte, de dedicação, de interesse pela figura do outro, gerando sentimentos positivos e construtivos, podendo até em certos momentos, levar o indivíduo a fazer grandes sacrifícios, que só sería capaz de fazer por ele mesmo.O amor fraternal valoriza a confiança mútua, havendo também um perfeito entrosamento entre as pessoas, porque são relacionamentos tranquilos e afetuosos, duradouras e estáveis, profundo e compromissado....
"sejam misericordiosos" é ser compassivo, bondoso, é ter capacidade de perdoar e etc...
"e humilde" ser humilde é procurar manter-se no nível dos outros, ninguem é pior ou melhor do que os outros, todos estamos no mesmo nivel de dignidade, de cordialidade, respeito, simplicidade e honestidade. É assumir, seus direitos e obrigações, erros e culpas  sem resistir,agir diferente disto...
Consegue imaginar um relacionamento com  essas "características"? Imagine como seria viver isto? Eu acredito no amor, apesar das pessoas não o levarem a sério.. eu acredito no casamento, apesar da sociedade dizer que é uma instituição falida, eu acredito na familia apesar do mundo dizer ser desnecessário... Não sou daqui, então faz sentido pensar assim....então acredito em um relacionamento assim em que as pessoas envolvidas tenham o mesmo modo de pensar, sejam compassivos, amem-se fraternalmente, sejam misericordiosos e humildes.

O que mais se vê é o desespero das meninas e meninos de arranjarem um namorado...posso dar um conselho? Sai dessa!!! quanto mais pensar nisso, mais longe está de acontecer..quanto mais desejar isso, maior o risco de errar. Busque as coisas do reino em primeiro lugar, e as demais coisas serão acrescentadas...e nessas "demais" está o casamento que tanto deseja...mas o melhor de tudo é que DEUS acrescentará!!..
O tempo de espera é dificil se nosso coração estiver nos relacionamentos, porém a espera poderá ser leve se nosso coração estiver em Cristo!! 

"O que vale a pena ter, vale a pena esperar"... se quer algo bom, espere; se espera qualquer coisa, qualquer pessoa serve.