quarta-feira, 25 de setembro de 2013

Sobreviver ou Viver?




Faculdade. Cursos.  Trabalho. Treinamentos. Reuniões. Visitas. Cultos. Programações. Convites. Provas. Testes. Atividades. Aniversários. Festas. Compras.  
Os dias estão tão corridos. Tão cheios. Que começo a pensar se isso realmente é necessário. 
Acordamos antes do sol acordar. Deitamos depois do que deveríamos. E dormirmos menos de 8 horas por dia, porque 16 horas não são suficientes fazer tudo que precisamos. Deixamos de nos alimentar na hora certa. Estamos sempre ocupados. O médico que precisava marcar fica para amanhã. A visita que gostaria de fazer fica para depois. A conversa que necessitava é adiada. 
Tudo nos irrita. O Transito em horário de pico. O café que derrubamos na camisa. A fila para pagar seja lá o que for. A espera por atendimento no pronto socorro. A ligação que tanto precisa receber, mas o telefone nunca toca. A resposta que precisamos e não conseguimos. O tempo que voa e percebemos que não fizemos nada.
Horas de descanso não existem mais. Toda hora um alarme diferente. Levar o cachorro para passear. Comprar o lanche das crianças. Estudar para a prova de amanha. Pegar um livro na biblioteca. Comprar o presente para vovó. Lavar o carro. Passar no supermercado.  Deixar o pagamento do jardineiro. Passar a camisa para a apresentação do marido. Levar o filho no dentista. Comprar. Levar. Buscar. Passar. Deixar. Fazer. Cozinhar. Lembrar. Estudar. Pegar.Fazer. Devolver. Sobreviver.
Tudo isso nos faz 'sobreviver' na correria. Fazer tudo e ao mesmo tempo nada. Sobreviver remete ao fato de que precisamos viver depois de uma perda, depois de enfrentar uma crise...ou simplesmente pelo fato de ter que viver. Carregamos um cilindro de oxigênio e nem sabemos. Isso nos faz sobreviver.
Acho que está faltando em nossa lista de atividades VIVER. Não precisamos deixar de fazer o que fazemos. Não precisamos abrir mão de tudo, mas precisamos VIVER. Fazer as coisas de forma que não nos arrependamos. Dar um sentido para o que fazemos. Aproveitarmos nossos dias, pois sabemos que são passageiros e não poderemos voltar a vive-los. Viver o amor. Viver a amizade. Viver a alegria. Viver o companheirismo. Simplesmente viver. Deixar o estresse de lado. Deixar o mau humor guardado. Aprender a cuidar de si próprio. Aprender a valorizar as companhias. Aprender a compreender as pessoas. Coisas simples. Coisas pequenas fazem a diferença.

Dica da Carol ( e claro que preciso aprender isso tbm ):

Aprenda a sentar e ouvir as historias da avó. Abrace sem que alguém peça, ou só pq esta cumprimentando. Declare o amor a seus pais quantas vezes forem necessárias. Não espere alguém te criticar para ser alguém melhor. Comece a mudança que tanto deseja dentro de você. Ouça mais e fale menos. Esteja bem com você. Cante. GRITE. Exponha seus sentimentos. Aprenda a ouvir criticas, e a receber elogios. Entenda que as coisas não precisam ser como você planejou. Aprenda a ouvir NÃO. Aceite perder uma vez ou outra, só para saber como é estar ser o ultimo colocado. CRESÇA. Dê valor aos gestos e não as coisas. Ame as pessoas independente do que fizerem. Perdoe, ficará mais leve. Tire um tempo para relaxar. Conheça seus limites, e não ultrapasse-os. Pense antes de falar. Evite fofocas isso evita problemas. Compre de acordo com o que você tem e não com o que vc quer. AMADUREÇA. Doe aquilo que mais gosta, é preciso desapegar de coisas materiais.  RESPIRE. Vá a uma praça apenas para respirar outro ar. Tenha contato com a natureza. OBSERVE. Seja a melhor amiga (o), Namorada (a), Noiva (o), Esposa (o), Filha (o), mãe, pai...SEJA MELHOR. Aconselhe. Estabeleça prioridades e trabalhe nelas por algumas horas. Tire um tempo para brincar com o cachorro. Para escrever uma musica. Para tocar um instrumento. Reserve um momento com seus familiares. Ouça o que seus pais tem a dizer - eles sabem mais do que você. Não dê motivos para que te acusem. Não dê motivos para causar confusões. Meça suas palavras. Aprenda a se expressar. Viaje. Durma até mais tarde. Coma aquela sobremesa que sempre quis. 

VIVA. Porque só temos essa chance.




segunda-feira, 23 de setembro de 2013

Passo a Passo



"Atire o seu pão sobre as águas, e depois de muitos dias você tornará a encontrá-lo. Reparta o que você tem com sete, até mesmo com oito, pois você não sabe que desgraça poderá cair sobre a terra. Quando as nuvens estão cheias de água, derramam chuva sobre a terra. Quer uma árvore caia para o sul quer para o norte, no lugar em que cair ficará. Quem observa o vento não plantará; e quem olha para as nuvens não colherá. Assim como você não conhece o caminho do vento, nem como o corpo é formado no ventre de uma mulher, também não pode compreender as obras de Deus, o Criador de todas as coisas. Plante de manhã a sua semente, e mesmo ao entardecer não deixe as suas mãos ficarem à toa, pois você não sabe o que acontecerá, se esta ou aquela produzirá, ou se as duas serão igualmente boas. Eclesiastes 11:1-6 "


Quero compartilhar minha devocional de hoje, muito podem ter lido por estar no "Pão Diário", mas ainda sim quero compartilhar com você que ainda não leu..... Falou muito comigo...e espero que fale com você também...

Bom seria se tudo de que gostamos pudesse ser realizado como num passe de mágica, instantaneamente. Mas isso não acontece. Só podemos conquistar algo quando aprendemos a dar um passo de cada vez. é por meio de pequenos passos, firmes e repetidos, que vamos alcançar grandes realizações e vencer desafios.
Para isso é preciso tomar a decisão de dar o primeiro passo sem aguardar condições ideiais, sem desistir no meio do caminho. Sabemos que existem riscos por toda parte ( uma arvore pode cair, o vento pode ser contrário à nossa direção), mas é preciso começar a andar. É melhor sofrer uma derrota no caminho do empreendimento do que na paralisia da acomodação. "Lance o seu pão sobre as águas", comece a dar seus passos mesmo não sabendo até onde você conseguirá chegar. Caminhando você pode ter certeza que irá mais longe do que se ficar parado no mesmo lugar, olhando o tempo, tentando imaginar se vai ou não cair uma tempestade. Quem fica olhando o tempo e o vento não chega a lugar nenhum, "não colherá". Imagine se um agricultor deixasse de plantar porque suspeita que a chuva não irá cair? Isso não acontece, ele planta, mesmo sabendo que as adversidades em algum momento vão chegar. Ele semeia, mesmo sabendo que nem todas as sementes vão sobreviver. Ele sabe que quanto mais semear, maior será a possibilidade de uma grande colheita.
Precisamos aproveitar as possibilidades que estão diante de nós confiando em Deus, sabendo que ele é o dono do tempo, que ama cada um de seus filhos e os auxilia em tempos de crise.
São muitas coisas que podemos semear passo a passo ( uma realização profissional, um tratamento de saúde, a conquista de um casamento), mas a mais importante semente é a palavra de Deus. Ela precisa estar plantada em nosso coração e precisa ser lançada nos corações das pessoas deste mundo.

Sonhos só se tornam realidade quando se acorda para a decisão e ação.

"Não nos cansemos de fazer o bem, pois no tempo próprio colheremos, se não desanimarmos (Gálatas 6.9)

('Pão Diário' - Hebert dos Santos Gonçalves, Ceres - GO)

terça-feira, 3 de setembro de 2013



“Meu lugar predileto é aquele vão entre Teu peito e Teu braço, um lugar chamada abraço” Marcela Taís