quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

in[DEPENDENTE]

Oi gente!!!

Tem férias do blog?? rsrs se tinha eu tirei já né? rsrs

Mas vamos lá. Aproveitando o momento '48 horas sem whats'...quero tecer alguns comentários e também compartilhar o que aprendi.

Para começar, eu nem sabia que o whats sairia do ar. Fiquei assustada com a quantidade de frases, comentários, reportagens que vi hoje quando entrei no Facebook, era como se tivesse em outro mundo...rs foi assustador. Acho que nem com a morte do menino Aylan ou no desastre em Mariana e Governador Valadares eu não vi tantas publicações.

Mas não quero falar sobre isso. Quero falar sobre o app que 'burla' o sistema.
Antes que pare de ler....quero deixar registrado que NÃO SOU CONTRA O APLICATIVO OU CONTRA QUEM O INSTALOU, foi apenas algo que aprendi.
Hoje pela manhã, recebi uma mensagem com o nome do app que poderia baixar para poder acessar o whats, e eu....'claroo' como qualquer outra pessoa. Instalei, criei um login....e entrei no whats..como se fosse a maior vitória alcançada. Passado 5 min da 'grande' conquista, deletei. E é aqui que começo o post de hoje, na verdade apenas uma reflexão.

É engraçado como nos tornamos 'dependentes' de algumas coisas hoje em dia né? Não estou dizendo que deve excluir ou deixar de usa-lo...afinal muitos o utilizam para o trabalho; mas...qdo entrei e conversei com alguns, senti como se estivesse 'quebrando as regras'. Apesar de ser uma coisa tão boba, tão pequena...

Por que estou dizendo isso? Porque fazemos isso em tudo em nosso dia a dia. Encontramos sempre um jeitinho de burlar, de enganar, de sair por cima. Não me importo com quem está ou não com o whats funcionando...isso é o de menos. Mas precisamos parar para pensar em como somos contagiados pela massa e como muitas vezes nos deixamos levar por coisas fúteis.

Uso o whatsapp, acho uma ferramenta incrível, mas deve ser usada de maneira inteligente. Não podemos ser escravos, não podemos ser movidos por ele. É útil? Sim, mas até que ponto sou dependente dele??

Muitos vão discordar de mim, e sei disso. Tanta coisa tem nos feito reféns, prisioneiros...escravos.

Aproveito para dizer que é isso que o pecado faz conosco. Reféns...mas isso é assunto para outro post...rs

Por um mundo onde a liberdade não seja acessar ou não um aplicativo.




quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

Data de Validade



Oi minha gente!! Como estão?

Estou em falta com a publicação da semana passada né? Vocês não fazem ideia de como foi corrido e nem tive tempo para escrever, mas nunca é tarde..farei um especial 'quarta' aqui pra vocês rs

O ano está acabado de verdade, as horas estão correndo...as confraternizações, amigo secreto, presentes, compras, comidas gordas...rs e uma infinidade de coisas acontecendo ao mesmo tempo e super normal para um mês como 'dezembro', certo???

Penso bastante, penso muito...rs muito mesmo., muitas avezes nem consigo organizar meus pensamentos... sei que normalmente as pessoas tentam consertar tudo no final do ano née? Ser uma boa pessoa, ser honesto, ser simpático...amigável.

Como se dia 31/12 fosse o prazo de validade, antes fosse. Assim, os que foram bons durante o ano, teriam a oportunidade de ganhar mais um, e aqueles que não foram 'bons o suficiente' teria seu folego retirado. Forte? Talvez.

Talvez eu soe como chata agora, mas 'oh época de falsidade'. Ser bom só no final de ano é suficiente? Viramos o ano como se 00h acontecesse um 'bum imaginário' em nossas vidas e somos transformados pelo oxigênio. NÃO. Nossa mudança precisa acontecer todos os dias, a verdade precisa prevalecer todos os dias, sermos bons não pode ser limitado apenas a uma época do ano. NÃO. Precisa ser todos os dias.

Dieta, ir para academia, comprar um carro, casar, fazer uma faculdade, liberar perdão para aquela pessoa que tanto te feriu, esquecer o que se foi, fazer uma poupança....e blá, blá..blá. Confesso que por muito tempo fiz isso, e achava que simplesmente por querer algumas coisas elas aconteceriam como num passe de mágica. Engano. Nossa data de validade é atingida todos os dias.

Preciso melhorar todos os dias, preciso respeitar todos os dias, preciso correr atrás dos meus sonhos todos os dias.... preciso querer ser alguém todos os dias, preciso investir em mim e cuidar das pessoas todos os dias. dia 31/12 é como qualquer outro. Todos os dias começamos um novo ano.

Uma dica? Não espere dia 31 para fazer milhares de promessas, comece a praticar hoje o que tem planejado para 2016.
Não espere que o ano de 2016 seja diferente, se está limitando sua mudança para a 'virada do ano'. As mudanças e melhorias acontecem quando nos dispomos a isso e não numa data pré estabelecida.

Somos mais do que isso. Os próximos 365 dias começam hoje. Feliz ano novo.




terça-feira, 1 de dezembro de 2015

Estrangeiros



Oi minha gente!!!

Como estão?? Feliz Dezembro para nós!! O ano voou...e aqui estamos nós juntinhos mais uma vez.

Quero compartilhar com vocês algo que Deus tratou comigo a uns meses atrás... quando fui convidada para ministrar em um acampamento lá em Sorocaba.

"Agora vou para ti, mas digo estas coisas enquanto ainda estou no mundo, para que eles tenham a plenitude da minha alegria. Dei-lhes a tua palavra, e o mundo os odiou, pois eles não são do mundo, como eu também não sou. Não rogo que os tires do mundo, mas que os protejas do Maligno. Eles não são do mundo, como eu também não sou. Santifica-os na verdade; a tua palavra é a verdade."
João 17:13-17

Durante algum tempo fiquei pensando sobre 'não ser do mundo' e o tema me fez buscar o significado  de ser estrangeiro e encontrei que: "é aquele proveniente de outro país ou o que é proveniente, característico de outra nação; que não pertence a uma região, classe ou meio, forasteiro; estranho", se você se incomodava por não se adequar a este mundo, alegre-se...pois você não é daqui.

Mas, o que nos faz 'não ser do mundo'? E de que mundo Jesus está falando? Em 1 João 5:18-20 diz: "Sabemos que todo aquele que é nascido de Deus não está no pecado; aquele que nasceu de Deus o protege, e o Maligno não o atinge. Sabemos que somos de Deus e que o mundo todo está sob o poder do Maligno. Sabemos também que o Filho de Deus veio e nos deu entendimento, para que conheçamos aquele que é o Verdadeiro. E nós estamos naquele que é o Verdadeiro, em seu Filho Jesus Cristo. Este é o verdadeiro Deus e a vida eterna."

O que nos faz 'não ser do mundo' é ser nascido de Deus e conhecer seu filho Jesus. Quando nascemos do Pai e cremos que Jesus se entregou por nós, nós passamos a ter uma vida que O agrade, não por força nem coerção...mas amor. Não somos do mundo, quando não tentamos no moldar ao padrão que ele nos dita, mas quando nos tornamos parecidos com Cristo e ansiamos por estar junto dEle.

O mundo que Jesus está falando é esse que 'está sob poder do maligno', onde impera a maldade, a violência, a discórdia...a tristeza e tantas outras coisas. Não estou dizendo que não sofremos, estou dizendo que este não é nosso lugar, não é nossa 'terra'....e por isso não podemos nos acomodar nela.

Acredito que o maior problema da juventude hoje seja querer 'ser igual a todos', sabe aquele desejo de ser parecido com amigos que achamos serem felizes, por terem tudo que querem, por irem a festas, shows, estarem sempre rodeados de amigos...e demonstrarem uma vida 'perfeita'?

Jesus disse que teríamos aflições, mas que deveríamos ter animo pois Ele já havia vencido o mundo. O que quer dizer? que mesmo sendo afrontado, mesmo passando por dificuldades ou problemas...ele já venceu por mim. Não preciso de uma vida perfeita ou calma, preciso apenas que Ele seja tudo em mim.

Algo que sempre me questiono é: Estou influenciando ou estou sendo influenciada? As pessoas querem o mesmo Deus que sirvo...ou não? Estou sendo mais uma na multidão ou estou andando na contramão do que o mundo vive? Sou mesmo estrangeira, ou já estou tão acostumada com as coisas aqui que não sou mais diferente?

Ser estrangeiro é nunca conseguir falar a mesma língua com tanta desenvoltura, ser estrangeiro é nunca se conformar com os acontecimentos, pois minha pátria é melhor. Ser estrangeiro é sempre lembrar de onde vim...e ter a esperança de que um dia voltarei para lá. Ser estrangeiro é ter a cidadania de outro lugar, neste caso...do CÉU.